Responsabilidade política pelo roubo em Tancos, 2-7-2017

Concretizando algo que já se conhece:

-O sistema de vigilância electrónica está avariado há 2 anos, portanto desde 2015. Isso impossibilitou a sua monitorização na altura do roubo e impossibilita-o para se investigar quem foram os seus autores.

-DN online, 2-7-2017:

http://www.dn.pt/portugal/interior/ministro-nao-poe-lugar-a-disposicao-passos-espantado-por-nada-acontecer-8606728.html?utm_term=Cinco+comandantes+exonerados%2C+mas+ministro+nao+poe+lugar+a+disposicao&utm_campaign=Editorial&utm_source=e-goi&utm_medium=email

O ministro recordou que “foi tomada, desde logo, uma medida já efetivada, de autorização de realização de despesa, bem para cima de 300 mil euros, para reforço e consolidação das vedações que garantiam proteção exterior destes equipamentos. Em segundo lugar, foi inscrita, e isso é demonstrável na lei de programação militar, uma verba de 95 mil euros, para execução em 2017, de um novo sistema de videovigilância”.

– A Lei de Programação Militar (Lei Orgânica 7/2015) foi aprovada em 10-4-2015, publicada em 18-5-2015 e entrou em vigor em 19-5-2015

https://dre.pt/web/guest/pesquisa-avancada/-/asearch/67232587/details/maximized?search=Pesquisar&sortOrder=ASC&tipo=%22Lei+Org%C3%A2nica%22&types=SERIEI&numero=7%2F2015

Conclusão:

A responsabilidade por o sistema não estar já substituído e operacional é exclusiva dos comandantes exonerados? Não há qualquer responsabilidade política? Deste e do anterior MDN? Deste e do anterior Governo. Da AR que aprovou a Lei em 2015?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s