A economia cresce pouco…, 2-1-2017

A economia cresce pouco…

Há pouco investimento…

Pois é. Tantas vezes o tenho dito: sem prever compradores que compensem, quem é que investe? Conseguir financiamento é imprescindível para quem não tiver suficiente pecúlio. Mas pedir emprestado sem razoável probabilidade de conseguir retorno é encravar-se e encravar os bancos que ficarem com mais crédito mal parado.

Aumentar compradores externos seria o ideal. Mas o que temos nós para lhes vender em larga escala? Conseguir que se deslocalizem para fabricar em Portugal, sendo só para vender para fora é muito difícil.

Investir para o mercado interno, em exclusividade ou como “âncora” que compense insuficiente exportação? Como, se a maioria dos portugueses mal têm que chegue para o seu dia-a-dia? Como, se destruíam grande parte da classe média que deveria ser o suporte da economia?

Permanecendo na política de tanta chamada “austeridade”, por se continuar com a obsessão de ser excelente aluno para uma acelerada redução do défice, nunca conseguiremos sair da “cepa torta”!

António José de Matos Nunes da Silva

Oeiras


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s