A ciclovia dos 950 Km!, 1-11-2016

Pensávamos que teriam aprendido a lição dos prejuízos que nos provocaram “investimentos” improdutivos no betão.

Mas não.

Segundo se lê no DN, a Secretária de Estado do Turismo pretende fazer uma ciclovia de 950 Km (!), ligando Sagres a Caminha (!!!!).

Quanto se gastará em expropriações de terrenos férteis, de empresas e de habitações?

E na construção da ciclovia? Com obras de arte (pontes, etc) para superar obstáculos! E na sua manutenção posterior? E no policiamento pela GNR?

Iremos assistir a milhares de turistas pedalando, por aí fora, com os bolsos recheados de dinheiro, para com ele pagarem o suficiente para todos os custos e ainda darem lucro a esse monumental “investimento”?

Haverá comparticipação comunitária para a construção? A 100%? E a UE continuará a participar na manutenção, ao longo dos anos? Sendo parcial, vamos endividar mais Portugal? Todo esse dinheiro não seria proveitoso se aplicado em algo que desse rentabilidade em vez de encargos?

Ó Diógenes, volta e traz cá a tua lamparina!

António José de Matos Nunes da Silva

Oeiras


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s