Opiniões tentando denegrir a Marinha, 23-10-2016

16-10-22-direito-de-resposta-do-cema

 

A notícia a que se refere o CEMA, tem um autor: o jornalista Manuel Castro Freire.

A sua obsessão contra a Marinha, invocando o que entende serem “ilegalidades”, pelos anos que já dura, não atinge apenas o CEMA actual mas atingiu também anteriores e, de um modo genérico, quem serve na Marinha. E esses seus artigos têm merecido também publicação com várias Direcções  do Diário de Notícias e não apenas com esta.

Já em 12 de Agosto, a propósito de um outro artigo, tentei alertar o jornalista e a Redacção do DN para o insólito da temática. Não lhe tentei retorquir mais porque percebi que a última palavra é sempre do Jornal, seja do jornalista seja da Direcção como acontece neste Direito de Resposta. Segundo escrevem, se não temos razão por isto, será por aquilo. Retratarem-se é que para eles está fora de questão:

 

DN online:

http://www.dn.pt/portugal/interior/juiz-diz-que-marcelo-passou-diploma-inconstitucional-5333399.html

Juiz diz que Marcelo passou diploma inconstitucional

12 DE AGOSTO DE 201601:38

Manuel Carlos Freire

 

8 comentários

Ordenar por

Principais

Antonio Silva ·

Trabalha na empresa Marinha Portuguesa

A obsessão deste jornalista contra a Marinha. Dura há anos.
A Polícia Marítima, ” à semelhança de outras autoridades deve ser civil” diz o artigo. Então a GNR, que exerce funções policiais, não é militar? E não é comandada por General?
Opiniões do artigo são meramente subjectivas. E a imaginação é fértil.
A realidade é que Portugal não tem dinheiro para duplicar estruturas. Nem a Marinha pode exercer soberania no mar se não o “fiscalizar”.
António José de Matos Nunes da Silva

Gosto · Responder · 3 · 12 de agosto de 2016 11:18

Manuel Freire ·

Jornalista na empresa Diário de Notícias

Caro almirante, agradeço a crítica pois parece que ainda não fui capaz de explicar bem. A questão é que a PM não pode estar na estrutura das FA. Como a GNR não está, apesar de ser militar e ser comandada por generais. Já agora: a Autoridade Nacional de Proteção Civil também é liderada por um general. Será que o governo irá mudar a lei para que o cargo passe a designar-se “General Autoridade Nacional de Proteção Civil”? Cumprimentos
Manuel Carlos Freire

Gosto · Responder · 2 · 12 de agosto de 2016 13:37

Antonio Silva ·

Trabalha na empresa Marinha Portuguesa

Manuel Freire Obrigado pela gentileza de responder à minha crítica. Mas que continua estando no âmbito de opinião. Cumprimentos.

Gosto · Responder · 12 de agosto de 2016 14:23

Manuel Freire ·

Jornalista na empresa Diário de Notícias

Caro almirante, a sua crítica ficava completa se indicasse quais as minhas opiniões. Porque é recorrente dizerem-me isso sem fundamentar. Ah, e parto do princípio que os militares conhecem a Constituição.
Cumprimentos
Manuel Carlos Freire

Gosto · Responder · 12 de agosto de 2016 16:03

Antonio Silva ·

Trabalha na empresa Marinha Portuguesa

Manuel Freire Também os jornalistas deviam conhecer que a inconstitucionalidade só pode ser decretada pelo Tribunal Constitucional. Quanto aos militares conhecerem a Constituição é mais do que óbvio, pois sofrem na pele as limitações que ela lhes impõe como cidadãos. E não sei se saberá que até juram defendê-la! Mesmo com o sacrifício da própria vida, se necessário. Cpts

Gosto · Responder · 1 · 12 de agosto de 2016 16:30

Manuel Freire ·

Jornalista na empresa Diário de Notícias

Caro almirante, precisa mesmo que o TC declare inconstitucional que as FA não podem intervir na segurança interna? E que militares na estrutura das FA não podem chefiar polícias ou civis? Por que acha que os generais da GNR estão fora do Exército? É que o o presidente da ANOS é um general que também não está nas FA? E que é por isso que o Al ir ante Sobral é a Autoridade Nacional de Segurança? Precisa mesmo que o TC lhe diga essa coisa óbvia? É que a PGR já o escreveu! Políticos, juízes e constitucionalistas também. A Força Aérea e o Exército também assumem isso. Por que será, caro almirante?
Cumprimentos
Manuel Carlos Freire

Gosto · Responder · 13 de agosto de 2016 0:23

Manuel Freire ·

Jornalista na empresa Diário de Notícias

Caro almirante, permita-me insistir: quais são as opiniões que eu escrevo? Ainda não o disse. ADENDA: na minha resposta anterior, onde está ANOS é ANPC (Autoridade Nacional de Protecção Civil).
Cumprimentos
Manuel Carlos Freire

Gosto · Responder · 13 de agosto de 2016 0:30

Antonio Silva ·

Trabalha na empresa Marinha Portuguesa

Manuel Freire Sr. Jornalista, dada a sua insistência, apenas lhe relembro um dos seus artigos sobre a Marinha, de 2014, por até ser diferente deste tema e que mereceu tanta reacção, incluíndo crítica do Provedor do Leitor do DN, Óscar Mascarenhas. Poderá revê-las em:
http://nrpcacine.blogspot.pt/2014/10/o-comandante_17.html
Com isto, pela minha parte, não voltarei aqui.
Cumprimentos
A J Nunes da Silva

Gosto · Responder · 13 de agosto de 2016 16:25

Manuel Freire ·

Jornalista na empresa Diário de Notícias

Caro almirante, só posso lamentar que não aponte as opiniões que diz que escrevi neste artigo.
Cumprimentos
Manuel Carlos Freire

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s