O agravamento do imposto sobre combustíveis do OE2016 e a UE, 19-3-2016

O preço da energia pesa em qualquer orçamento familiar. É também um dos mais pesados factores de produção de muitas empresas, tornando-as menos competitivas.

Natural pois que PSD, CDS, PCP e BE condenem o agravamento do imposto sobre combustíveis constante do OE2016.

PS também não o queria.

Mas teve de o incluir no OE para que os funcionários contabilistas da Comissão Europeia lhe dessem luz verde. Assim talvez, disseram eles e, por arrastamento, o EUROGRUPO.

O Excel ficou, para eles, indicando maior probabilidade de se atingir o défice pretendido.

Mas como tem efeitos anti económicos, e como um arrefecimento ou progressão mais lenta do PIB terá efeitos negativos na receita pretendida, assim como no desemprego, é cedo para se dizer se o tal Excel foi vantajoso ou, pelo contrário, pernicioso para Portugal.

Aos estrangeiros que mandam em nós e de quem nem sequer sabemos os nomes, tanto lhes dá.

António José de Matos Nunes da Silva

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s