Interpretação dos acordos com o PS, 23-11-2015

Não é só da leitura dos documentos dos acordos do PS com 3 partidos que se pode concluir tudo.

Como o PR não permitiu que haja OE2016 atempadamente, o PS, preocupando-se com as receitas, apresentou na AR, onde irá conseguir maioria para aprovação, o

PROJETO DE LEI N.º 43/XIII/1.ª “Prorrogação de receitas previstas no Orçamento do Estado para 2015”.

Quanto ao argumento de que em 2011 não havia dinheiro para pagar salários e pensões, é curiosa a solução que se propunham para os salários: despedir. É que, dessa maneira, até já não era preciso dinheiro!

Quanto às pensões, o radical seria matar pais e avós. Assim, além de não pagarem pensões, até herdavam mais depressa. Como não podiam, tentaram passá-los a indigentes. O TC é que não deixou! Tornearam com impostos e congelamento dos valores brutos…

António José de Matos Nunes da Silva


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s