O desmantelamento das infraestruturas militares

Hoje publicada em Diário da República uma Lista de imóveis passíveis de rentabilização ao abrigo da lei das infraestruturas militares.

Ao longo de todo o País, de Norte a Sul e Ilhas, é uma monstruosa lista de 110 imóveis, muitos deles com extensas áreas e em muito cobiçadas localizações, que o Governo vai disponibilizar.

Só como exemplos do seu valor financeiro, além de muitos quarteis, o Convento de Santa Clara, os antigos hospitais da Marinha e Militar.

A concentração de infra-estruturas, poderá parecer ser aliciante do ponto de vista financeiro. Mas, atendendo ao fim a que se destinavam, a Defesa do País, torna esta mais vulnerável porque, sendo poucos os alvos, torna-se mais fácil a um potencial inimigo aniquilar a defesa. Aniquilada de modo tão simples, ficará inútil tudo o que o País despendeu com a sua Defesa, ano após ano, por dezenas de anos.

Para além disso o Fundo de Pensões dos militares foi extinto por este Governo, tornando-lhes mais negro o seu futuro, porque a sua capitalização dependia em grande parte de uma fracção do produto da venda de imóveis militares e foi alegado isso ser insuficiente. Com esta lista de imóveis que o Governo decidiu dispensar, torna totalmente incompreensível a razão alegada.

António José de Matos Nunes da Silva

C/Alm Ref

 

D.R. II Série – Parte C do dia 13-out-2015

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA DEFESA NACIONAL

Gabinetes da Ministra de Estado e das Finanças e do Ministro da Defesa Nacional

Despacho n.º 11427/2015

https://dre.pt/application/file/70641182


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s